Município de Boqueirão-PB sediará 7ª Festa Estadual das ‘Sementes da Paixão’

Publicado por Aurea Olimpia
Campina Grande, 4 de outubro de 2017 · Editar

A Articulação do Semiárido Paraibano – ASA Paraíba, realizará, nos dias 05, 06 e 07 de outubro, quinta, sexta e sábado, em Boqueirão-PB, a “7ª Festa Estadual das Sementes da Paixão”. A festa tem como tema “Fortalecendo a resistência e celebrando a vida no Semiárido” e acontecerá na Ritz Eventos e Recepções, localizada à Rua Manoel Cosme sobrinho s/n centro Boqueirão, no Centro da cidade.

O evento reunirá 200 pessoas nos dois primeiros dias de programação, que tem início na noite da quinta-feira (5) com uma mesa de abertura, no segundo dia, sexta-feira (6), os participantes se dividirão em seis oficinas temáticas (1 -Transgênicos; 2 – Gestão dos Bancos de Sementes; 3 – Sementes de Hortaliças; 4 – Sementes de animais; 5 – Reuso de água; 6 – Resgate, multiplicação e conservação das sementes), das quais quatro acontecerão em comunidades rurais de Boqueirão-PB. O público é formado por agricultoras e agricultores familiares, assessores técnicos, estudantes e pesquisadores da temática, gestores públicos e outros convidados.

No último dia de programação, no sábado (7), estão sendo esperadas mais de 600 pessoas, com caravanas vindas de diversas partes do estado. Partindo do local do evento, a partir das 8h, sairá uma caminhada pelas ruas centrais da cidade, com depoimentos de guardiões de sementes, passando pelo local onde acontece a feira livre do município, retornando para a Ritz, onde haverá uma feira e um ato público com a presença de representantes de organizações do Semiárido Brasileiro e do Governador do Estado Ricardo Coutinho.

Os objetivos da Festa são valorizar o papel das famílias agricultoras guardiãs das sementes crioulas no estado da Paraíba; Refletir sobre a importância dos Bancos de Sementes Comunitários (BSC) na produção de alimentos e enfrentamento dos períodos de estiagem prolongados; Promover o intercâmbio de experiências agroecológicas de valorização das sementes da paixão; e construir mecanismos para as políticas públicas de sementes no Semiárido Paraibano.

“Sementes da Paixão” foi o nome dado no estado às sementes crioulas ou nativas, cultivadas e conservadas pelas famílias camponesas há várias gerações. Em outros estados do Semiárido Brasileiro estas sementes são conhecidas como “Sementes da Resistência”, “Sementes da Fartura”, entre outros.

HISTÓRICO – A realização das festas estaduais das Sementes da Paixão, desde 2003, tem cumprido um papel estratégico na dinâmica de trabalho das organizações da Articulação do Semiárido Paraibano, se constituindo como um espaço privilegiado de troca de experiências e fortalecimento de uma rede de guardiões e guardiãs de sementes, que atualmente conta com mais de 150 bancos comunitários de sementes e milhares de bancos familiares. Essas iniciativas tem representado uma verdadeira resistência das famílias agricultoras à entrada das sementes transgênicas e às políticas de distribuição de sementes dos governos que se constituem em um entrave ao acesso dos agricultores à sua semente no momento certo de plantar.

 SOBRE A ASA – A ASA Paraíba é uma rede de cerca de 300 organizações que trabalham pelo fortalecimento da agricultura familiar de base agroecológica, organizada em sete territórios ou microrregiões da Paraíba (Cariri, Agreste, Borborema, Seridó, Curimataú, Alto e Médio Sertão).

Programação:

Quinta, 05 de outubro

19h – Mesa de abertura

Abertura Oficial da Festa Estadual das Sementes da Paixão

Banda Filarmônica – Nossa Senhora do Desterro e Grupo de Capoeira Ideal

Mística de Abertura: Apresentação dos Territórios e Convidados

Mesa de Abertura

  1. Reafirmação das lutas e novas conquistas para produção de sementes crioulas e articulação da Rede Sementes na Paraíba: Luciano Silveira – ASPTA;
  2. Refletir sobre as seguintes ameaças: Impactos dos anos seguidos de seca e a perda da biodiversidade. O avanço dos transgênicos no estado da Paraíba: Gabriel Fernandes – ASPTA Agricultura Familiar e Agroecologia;
  3. O papel das pesquisas em agroecologia no fortalecimento da Rede de Bancos Comunitários de Sementes: Amaury Santos – Embrapa Tabuleiros Costeiros-SE;

Debate: fala dos guardiões e guardiãs.

21h – Encerramento

Sexta, 06 de outubro

7h – Saída para oficinas nas comunidades rurais

Oficina 1: Definição de estratégias para o enfrentamento do avanço dos Transgênicos na Paraíba.Local: Ritz Casa de Show;

Oficina 2: Gestão, Organização e Produção dos Bancos de Sementes construindo a Política de Sementes no Semiárido. Local: Sítio Canudos;

Oficina 3: Produção de Sementes de Hortaliças. Local: Sítio Bento;

Oficina 4: Manejo da Caatinga e sementes dos animais nativos. Local: Sítio Rodeamor;

Oficina 5: Reuso de água para produção de alimentos e sementes. Local: Sítio Três Lagoas

Oficina 6: Resgate, multiplicação e conservação das Sementes da Paixão. Local: Ritz Casa de Show.

16h – Socialização em plenária dos resultados e cada oficina e exibição do Vídeo da Campanha pela Divisão Justa do Trabalho Doméstico.

20h – Abertura da Feira de Sementes da Paixão

Teatro da Campanha pela Divisão Justa do Trabalho Doméstico.

Troca de sementes, barraca fazendo testes de transgenia e emissão de certificados de livres de transgênicos.

Depoimentos e poesias dos agricultores/as

Forró na feira.

Sábado, 07 de outubro

8h – Acolhida das caravanas

Caminhada e ato público

Fala sobre a ASA e sua trajetória na luta pela conservação da biodiversidade

Depoimentos das famílias guardiãs das Sementes da Paixão

Falas de representantes de organizações do Semiárido Brasileiro

Fala sobre o impacto do Projeto Sementes do Semiárido

Fala do Governador da Paraíba

Benção das sementes

Leitura da Carta Política da Festa e mística de encerramento

13h – Almoço e retorno das caravanas.