Caminhada e Mesa de diálogo com o poder público encerram 7ª Festa Estadual das Sementes da Paixão

Publicado por Aurea Olimpia
Campina Grande, 9 de outubro de 2017 · Editar

A 7ª Festa Estadual das Sementes da Paixão, reuniu no último sábado, 07 de outubro, em Boqueirão-PB, mais de 800 pessoas vindas de diversos partes da Paraíba e de outros estados do Brasil. O evento aconteceu entre os dias 05 e 07 de outubro numa realização da Articulação do Semiárido Paraibano (ASA Paraíba) e contou com o apoio de diversas entidades.

A programação do último dia de festa teve início as 8h com um café da manhã agroecológico, seguindo de uma caminhada pelas ruas centrais da cidade, onde houve parada para manifestações em favor da democracia e por direitos iguais para homens e mulheres em frente ao Mercado Público da cidade, onde acontece a feira livre de Boqueirão. Ao longo do trajeto, também houve diversos depoimentos de guardiões e guardiãs de sementes da paixão e de lideranças das organizações da ASA.

A caminhada retornou para a Ritz Recepções e Eventos, local da Festa, onde houve uma mesa de encerramento com a presença do governador do estado, Ricardo Coutinho. Compuseram ainda a mesa o prefeito de Boqueirão, João Paulo Segundo, as lideranças agricultoras Maria do Céu Silva, de Solânea-PB e Reginaldo Bezerra de Caraúbas-PB, a presidenta do Conselho Estadual de Segurança Alimentar – Consea, Mãe Renilda Bezerra de Albuquerque, Glória Batista Araújo, da coordenação executiva da ASA Paraíba, e Naidison Quintella, da coordenação da ASA Brasil. Na plateia, centenas de guardiões e guardiãs de sementes vindos de caravanas dos sete territórios ou microrregiões onde a ASA Paraíba atua, além de estudantes, pesquisadores e políticos convidados.

Para o coordenador da ASA Brasil, Naidison Quintella, a festa mostrou a força do projeto de convivência com o Semiárido que a ASA vem construindo. Ele lembrou a premiação mundial recebida no mês passado: “Com a nossa presença aqui, nós estamos dizendo que a nossa proposta de uma sociedade inclusiva, justa e de sementes livres de transgênicos está viva. E um sinal disso é a premiação que fomos receber, recentemente na China. O programa de cisternas da ASA, foi considerado pela ONU, durante uma conferência mundial sobre desertificação, a segunda melhor política pública de combate à desertificação. Este prêmio é de cada um de vocês. Muita gente diz que acabou, mas não acabou. A nossa luta está viva”.

Naidison cobrou do governo do Estado apoio às sementes crioulas: “Quem sabe o governo da Paraíba não poderia abrir uma estrada para nós? Se trabalhasse com a ASA a construção de uma política de compra das Sementes da Paixão, teríamos sementes adequadas, que vêm da resistência, cientificamente testadas, e a Paraíba seria uma referência para outros estados”.

Em sua fala, o governador destacou a importância da experiência dos agricultores e das políticas públicas para o

Foto: Francisco França.

fortalecimento da agricultura e dos bancos de sementes e aproveitou o momento para falar sobre seus planos pautados na agricultura familiar camponesa. O gestor se comprometeu ainda em comprar sementes dos agricultores dentro do programa estadual de distribuição de sementes: “Eu afirmo que se tiver o mínimo de segurança jurídica, o que me dizem que tenho, eu vou comprar as sementes dos agricultores, sim”, afirmou.

A Festa das Sementes, cujo o tema foi “Fortalecendo a Resistência e Celebrando a Vida no Semiárido”, recebeu crianças, jovens e adultos, e trouxe para o debate as ações de reconhecimento e valorização das sementes crioulas e suas qualidades agronômicas, demostradas cientificamente. As sementes da paixão são tão produtivas e mais adaptadas ao semiárido do que aquelas melhoradas pelas empresas. O evento fortaleceu ainda a Rede Estadual de Banco de Sementes, hoje com mais de 150 unidades distribuídas nos sete territórios da Paraíba. Além de ter construído elementos de uma estratégia estadual para o enfrentamento dos riscos de contaminação pelos transgênicos.

Ao final do evento, os jovens Mônica Lourenço, de Massaranduba-PB e Vitor Aldair, de Tenório-PB, fizeram a leitura da Carta Política da 7ª Festa Estadual das Sementes da Paixão. Antes do retorno das caravanas, os participantes da plenária partilharam um beiju produzido com a mandioca trazida pelos agricultores como símbolo do compromisso em continuar zelando e multiplicando as sementes da paixão.

Texto: Palloma Pires.

Leia a carta política da 7ª FESP: Carta Política 7ªFESP